Busca Rápida
  Qualidade de vida para todos  
Geral : Mais água e mais saúde aos moradores da Zona de Expansão
Enviado por bruna em 03/08/2012 17:10:00 (652 leituras)

sergio_ferrari casa_fachadaPor Bruna Carvalho

 A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) está levando mais água tratada para a Zona de Expansão, em Aracaju. Com o trabalho de ampliação e reforço da rede de abastecimento nos bairros Aruana e Mosqueiro, concluído há dois meses, a população da área já sente os benefícios do investimento estimado em R$ 1,6 milhão. Hoje comunidades como o povoado São José, Areia Branca e Robalo reconhecem a importância de receber água potável nas torneiras 24 horas por dia, mesmo em períodos  como o verão. jose_isaias

   Para que melhorias se tornassem possível, no mês de junho, a Deso concluiu a implantação de mais redes de distribuição água, que fazem parte de um projeto complementar de obras de ampliação do sistema  de abastecimento na Zona de Expansão, iniciado em 2010 . A partir de investimentos na ordem de R$ 1.609.803,83, oriundos de contrato de financiamento do Governo do  Estado, a empresa   construiu os chamados anéis de reforço, interligando tubulações da rodovia dos Náufragos, onde jose-firmopassa uma  rede principal de abastecimento, com  d iâmetro de 600 mm, à rodovia  José Sarney.  

  Na Aruana foram implantados 5.195 metros de tubulação, de 150 a 250 mm, e o Mosqueiro ganhou uma nova rede de 21,5 quilômetros de extensão, com diâmetros que variam de 50 a 250 mm. “A medida adotada pela Deso possibilitou a ampliação e reforço da capacidade hídrica nos dois bairros, assegurando que a rede funcionasse com mais pressão e eficiência na distribuição de água. Na prática, isso garante uma maior regularidade e segurança no fornecimento de água potável para os moradores daquela região”, explica o diretor-presidente da Deso, Antônio Sérgio Ferrari Vargas.

E esse é um benefício que já é percebido pela população local. Graças ao conjunto de obras da Deso, o sistema que abastece a Zona de Expansão trabalha com uma adutora exclusiva de 600 mm, partindo do reservatório “R5”, com anéis de reforço e com a rede expandida para o povoado São José e adjacências. A região é atendida com vazão de 110 litros por segundo. Para o presidente da Associação Desportiva, Cultural e Ambiental do Robalo (Adcar) e membro do Conselho de Saúde da Zona de Expansão, José Firmo dos Santos, esse trabalho da Deso pôs fim às ocorrências de desabastecimento, que eram comuns em épocas do ano como o verão, quando a demanda entrevistadopor água aumenta.

O representante da comunidade disse que a Deso garantiu não só a regularidade no abastecimento de água na Zona de Expansão, como levou água tratada a comunidades que não possuíam acesso a rede. “Em alguns pontos sempre faltava água nas torneiras, seja por períodos de 24 horas ou até cinco dias, porque a pressão da água na rede não supria a demanda da região que só crescia. Já em outras comunidades, não havia rede de abastecimento e os moradores recorriam à construção de poços artesianos em suas casas”, cita.

Melhorou

Foram beneficiadas diretamente com redes novas algumas comunidades do povoado São José e Curva do Rio. E foi devido a essa ampliação que famílias como a da dona de casa Maria Nascimento Santos, que moram em áreas mais distantes, passaram a ter água na torneira. Antes ela fazia uma caminhada diária de 30 minutos até a residência da sogra, onde havia um poço artesiano. A rotina era a mesma: carregar vasilhames com água de qualidade precária para suprir as necessidades domésticas.

“Antes o banho tinha que ser de cuia e ainda assim era complicado, porque a água de poço tem um cheiro e um gosto forte. Agora não, tudo é mais fácil, basta ligar o chuveiro e a torneira que a água sai com mais qualidade”, conta a moradora da rua Vigílio Vasconcelos, no povoado São José. Já o marido dela, o porteiro José Isaias dos Santos, comenta que se sente mais seguro com a saúde das crianças. Eles possui dois filhos, um menino de 9 e uma garota de 6 anos de idade. “Essa é uma água que dá para cozinhar, para lavar a roupa e para beber”.

Para José Firmo, a ampliação da rede de água da Deso permite que as pessoas evitem o poço artesiano para fins domésticos e de consumo humano. “ A prevenção à saúde da população é o maior benefício. Isso representa mais qualidade de vida para pessoa e, principalmente, para as crianças que são mais susceptíveis às doenças causadas pela falta de saneamento básico. Quanto mais água tratada chega às residências da Zona de Expansão, menos poços são usados”, defende.

Página de impressão amigável Enviar esta história par aum amigo Criar um arquvo PDF do artigo
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.
Agência de Noticias de Sergipe