Busca Rápida
  Qualidade de vida para todos  
(1) 2 3 4 ... 31 »
Geral : Deso reúne moradores da Aruanda
Enviado por bruna em 27/08/2013 14:35:15 (180 leituras)

Por Emily Lima e Bruna Carvalho

aruanda reuA Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) está implantando o sistema de esgotamento sanitário na Zona de Expansão de Aracaju. Com investimentos orçados em R$ 42 milhões, garantidos pelo Governo do Estado, mais de 40 mil pessoas serão beneficiadas. Durante as obras, a comunidade residente nas áreas beneficiadas estão sendo orientados pela empresa sobre a importância da implantação do serviço de coleta e tratamento de esgoto na localidade.

Com o início das obras de esgotamento no bairro Aruanda, a Deso, através do Projeto Técnico Social (PTTS) tem promovido reuniões com a comunidade local para levar esclarecimentos. O encontro aconteceu no último dia 17, e contou com a presença do Engenheiro da Deso, Osvaldo Nascimento, a Pedagoga, Laura Matos Valadares, a assistente Social, Anna Luiza Salgado, e o técnico Industrial Sênior, Aécio Silva.

Pautada no diálogo, a reunião com aproximadamente 36 moradores, iniciou com explicações sobre a dinâmica das obras, e logo foi aberta para atender aos questionamentos, entre as aruanda reu1maiores dúvidas da comunidade estavam assuntos como drenagem, ruas danificadas, tarifa de esgotos, e como seria o procedimento das ligações das residências à rede de esgotos. Após as devidas explicações, foi sugerido que a comunidade criasse uma comissão para acompanhar a execução das obras.

A iniciativa da Deso em estabelecer uma comunicação mais próxima com a comunidade foi bem aceita pelos moradores, um bom exemplo é o Padre Oséas, que afirmou está de pleno acordo com a execução das obras. O senhor Pedro Vitorio Daud, também ficou bastante satisfeito e colocou à disposição o salão do Condomínio Mansão Eduardo Fonseca, local onde mora, para a realização de reuniões.

Comentários?
Geral : Laboratório Central da Deso é inaugurado
Enviado por bruna em 26/08/2013 16:10:00 (256 leituras)

Por Bruna Carvalho

labA Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) realizou, na manhã desta segunda-feira, um ato simbólico de inauguração do Laboratório Central, onde são realizadas as análises de controle de qualidade de água. O prédio situado na sede da empresa foi reformado e passou por adequações em toda a estrutura. A obra contou com investimentos próprios orçados em R$ 145 mil. A consolidação dos trabalhos foi comemorada pela Diretoria Executiva, gestores, técnicos e colaboradores que visitaram e conheceram de perto os avanços feitos nas instalações.

Durante as obras, o laboratório recebeu novo revestimento, pintura, piso e restauração das bancadas. Além disso, o projeto original do prédio foi readequado para ampliação dos espaços internos. “Esse trabalho reflete a melhoria das condições de trabalho dos colaboradores e a ampliação da capacidade operacional de análises realizadas com a água”, comenta Giovani Silva.

lab1O diretor-presidente da Companhia, Sérgio Ferrari, antecipou que a conclusão da reforma permite que o prédio tenha capacidade para receber novo mobiliário e equipamentos já adquiridos. “Essa foi uma obra pequena, mas que tem uma grande representação para a Deso. O laboratório é parte essencial da empresa, pois cuida do controle de qualidade da água que é fornecida à população”, defende Ferrari.

A Deso trabalha diariamente para fornecer água de qualidade à população, seguindo as exigências do Ministério da Saúde. Para que essa determinação se torne uma garantia, toda água captada e tratada é monitorada desde o manancial até o ramal do imóvel do cliente. A cada mês, a empresa chega a coletar 3.535 amostras e efetiva 28.050 ensaios analíticos em todo o território sergipano atendido.

Inauguração

lab2Também presente no encontro, o diretor de Meio Ambiente e Engenharia, Carlos Fernandes de Melo Neto, aproveitou para informar sobre as obras que também são realizadas para melhoria da estrutura de escritórios da Deso no interior do estado. Segundo Carlos Melo, a empresa tem como prioridade ampliar a qualidade dos serviços prestados através de iniciativas como essas.

O ato foi prestigiado pelos diretores Amito Brito (Comercial Financeiro) e Haroldo Déda (Gestão Corporativa), pelo químico industrial e gestor estratégico, Nilton Matos, o técnico em química, Giovani Silva, além da equipe de engenheiros, assessores, técnicos e outros colaboradores que ajudam a construir o cotidiano da Deso.

O mês de agosto, escolhido para a inauguração simbólica do Laboratório Central, reserva a comemoração de 44 anos de história da Deso, celebrado oficialmente no dia 25.

Comentários?
Geral : Reforma da ETA Cabrita celebra a história secular do sistema e os 44 anos da Deso
Enviado por bruna em 26/08/2013 10:20:00 (304 leituras)

eta_cabritaPor Bruna Carvalho

Neste dia 25 de agosto, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) completou 44 anos de história. E para simbolizar a data, a empresa concluiu este mês a reforma da Estação de Tratamento de Água (ETA) Cabrita, que integra o primeiro sistema de abastecimento de água canalizada de Sergipe, além de representar o marco do saneamento básico no estado. Foram investidos R$ 230 mil na recuperação do prédio histórico.

Em livros e relatos históricos há contradições quanto ao início do tratamento de água no Sistema Cabrita, construído há 104 anos, quando a companhia responsável pela operação do saneamento ainda se chamava Empresa de Abastecimento D’Água do Pitanga. Alguns registros defendem que o sistema foi inaugurado já oferecendo água tratada, outros revelam que o tratamento só começou a ser feito a partir da década de 1920.

O que há de fato é que o povo de Aracaju comemorou o abastecimento canalizado, apesar de reclamar a princípio da qualidade da água fornecida. Em 1918 e em 1925, o Sistema recebeu uma série reformas e obras de ampliações até que uma unidade completa de tratamento de água com filtros estivesse adequada às necessidades da população.

 E a evolução não parou de lá até hoje. O prédio que abrigava as bombas de captação mudou alguns metros de distância, reservatórios e adutoras novas foram construídos, mas o Sistema Cabrita continua no mesmo lugar, às margens do rio Pitanga. Nessa área, a Deso opera a ETA Cabrita, que este ano recebeu reformas. O prédio foi restaurado, pintado, recebeu azulejos em áreas internas e acolhe melhores condições de trabalho para os operadores da empresa.

“A inauguração da Cabrita representou um salto na qualidade do atendimento de água à população, naquela época. É claro que a empresa evoluiu, a estação de tratamento é muito maior, mas o Sistema Cabrita permanece como um ícone, que não podemos deixar de relembrar e valorizar. Além disso, o sistema integra o abastecimento de água da Grande Aracaju (região também atendida pelo São Francisco, Ibura e Poxim)”, declara o diretor-presidente da Deso, Sérgio Ferrari.

Breve histórico

Através da Lei nº 1.195, em 1963, foi criado o Departamento de Saneamento de Sergipe – DESO, tendo-se como atribuições básicas organizar e dirigir serviços de Água e Esgotos. A evolução destes serviços, bem como o próprio crescimento urbano, econômico e social do Estado requereu a modificação na estrutura organizacional, criando-se, em 25 de agosto de 1969, a Companhia de Saneamento de Sergipe, constituída por meio do Decreto-Lei Estadual nº 109. A sigla DESO foi mantida.

Comentários?
Geral : Saneamento básico pauta debate do Almoço com Negócios
Enviado por bruna em 23/08/2013 16:40:00 (183 leituras)

Por Bruna Carvalho e Larissa Souza

almoçoMais de R$ 1 bilhão foram investidos no setor de saneamento básico em Sergipe, desde 2007. Os recursos foram garantidos pelo Governo do Estado e vem expandido tanto a qualidade como a cobertura do abastecimento de água e esgotamento sanitário em Sergipe. Estes e outros dados foram apresentados pelo diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Sérgio Ferrari, durante o Almoço com Negócios desta sexta-feira, 23. A 6ª edição do encontro mensal reuniu empresários associados à ACESE e a diretoria executiva da Deso.

O convidado Sérgio Ferrari abriu a palestra apresentando um retrato da situação do saneamento no Brasil e no mundo, mostrando o quanto os investimentos no setor são importantes para o desenvolvimento social e econômico. “Investir em água e em esgotamento sanitário é melhorar as condições da saúde da população. Não tratamos apenas de obras, mas da qualidade de vida das pessoas”, explica o diretor-presidente.

Por meio de slides, o palestrante apresentou um apanhado dos principais investimentos feitos pelo Governo do Estado em saneamento básico. A soma é de R$ 1 bilhão. Deste montante, mais R$ 584 milhões foram destinados às obras de abastecimento de água, enquanto cerca de R$ 500 milhões movimentaram a expansão do esgotamento sanitário. “Tenho afirmado que nunca se investiu tanto em saneamento. Esta é uma tentativa do Estado de mudar para melhor a realidade da população”, defende Ferrari.

Ele informou que a cobertura de esgotamento de Aracaju está sendo quase que triplicada. Com as obras já realizadas, outras em andamento e os recursos que já estão garantidos, a meta é alcançar o atendimento de cerca de 90%. “Com relação ao abastecimento de água, Sergipe já se aproxima da universalização e garante posição favorável em relação a outros estados”, aponta.

Debate

Após as explanações, o presidente da Acese, Alexandre Porto fez algumas considerações sobre o tema e abriu o debate para os associados.  A 6ª edição do Almoço com Negócios também contou com a presença dos diretores executivos da Deso, Amito Brito (Comercial), Haroldo Déda (Gestão Corporativa), Carlos Fernandes Melo (Meio Ambiente e Engenharia).

“Foi um grande prazer receber o presidente da Deso em nosso Almoço, para que a gente possa ter conhecimento dos investimentos que estão sendo aplicados pela companhia de saneamento do nosso Estado. Investimentos importantes, que beneficiam toda a população e muitas vezes não são vistos e valorizados por estarem debaixo da terra. Eles garantem abastecimento de água para toda a população e garantem que o nosso Índice de Desenvolvimento Humano melhore e o setor empresarial sem dúvida é beneficiado, pois com o IDH melhor temos pessoas com melhor qualidade de vida, empresas mais abastecidas e um mercado crescente.”, finalizou Porto.

*Com informações da Acese

Comentários?
Geral : Sistema Integrado Alto Sertão será ampliado pela Deso
Enviado por bruna em 22/08/2013 16:26:53 (233 leituras)

Por Emily Lima e Bruna Carvalho

alto sertãoCom o objetivo de minimizar os efeitos da estiagem na região semiárida sergipana. A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) dá início, neste segundo semestre, a ampliação do Sistema Integrado do Alto Sertão. Os investimentos de R$ 74 milhões foram garantidos pelo Governo do Estado, através do PAC Prevenção Seca. As obras, em fase de licitação, abrangem a construção de uma nova adutora e de estruturas complementares, beneficiando mais de 120 mil habitantes.

A ampliação do Sistema Integrado do Alto Sertão permite que a Deso amplie e assegure a oferta de água até o ano de 2035. São atendidos pelo projeto os municípios de Frei Paulo, Moita Bonita, Nossa Senhora da Aparecida, Nossa Senhora da glória, Nossa Senhora das Dores, Pedra Mole, Pinhão, Ribeirópolis e São Miguel do Aleixo.

A região semiárida do estado apresenta como característica básica, as poucas alternativas de fontes para suprimento de água, este contexto se torna mais agravante devido às poucas ocorrências de chuva na região. Para suprir esta demanda, a empresa adotou como alternativa o uso das águas do Rio São Francisco, visto que suas águas e distância, viabilizam o seu uso.

Durante as obras será construída uma nova adutora, com extensão total de 75 km, além de estruturas complementares como: sub-adutoras, estações elevatórias, centro de reservação e rede de distribuição. Com o sistema ampliado, haverá a otimização dos serviços oferecidos, assegurando regularidade no abastecimento àqueles que por muitos anos são castigados pela estiagem.

Foto: Arthur Soares/ ASN

Comentários?
Geral : Aviso de interrupção de abastecimento de água
Enviado por bruna em 21/08/2013 16:28:20 (615 leituras)

LogoA Companhia de Saneamento de Sergipe- Deso informa que em virtude da execução de serviços de manutenção em Estação Elevatória, haverá interrupção no abastecimento de água no dia 22/08/2013,  das 08h às 14h, nos bairros abaixo relacionados:

Augusto Franco, Aloque, Atalaia, Capucho, Coroa do Meio, DIA, Grageru, Inácio Barbosa, Jabotiana, Jardins, Luzia, Orlando Dantas, Ponto Novo, Salgado Filho, Santa Lucia, Santa Maria, São Conrado, Sol Nascente, Suissa, São José, Terra Dura, Treze de Julho, Várzea Grande, Santo Inácio, Mosqueiro e Zona de Expansão.

Excepcionalmente, caso ocorra algum imprevisto dificultando a conclusão dos serviços, o horário previsto poderá ser ultrapassado .

A regularização do abastecimento ocorrerá gradativamente a partir das 14h. Se os serviços forem concluídos antes do horário previsto, o abastecimento será restabelecido sem qualquer aviso.

A DESO recomenda a utilização econômica da água existentes nas caixas d' água e reservatórios residenciais, evitando-se desperdícios.

Casos de emergência e pedidos de serviços podem ser informados pelo telefone 08000790195 com prioridade para creches, hospitais, asilos e demais entidades dessa natureza.

Comentários?
Geral : Programa 'Boa Semana': humanização e estímulo ao companheirismo
Enviado por bruna em 20/08/2013 15:00:00 (247 leituras)

Por Míriam Donald e Bruna Carvalho

boaHumanizar o ambiente de trabalho e melhorar o relacionamento com colegas de trabalho. Estas são as principais metas do Programa 'Boa Semana', executado pela equipe do Serviço Social da Deso. A proposta que surgiu através da necessidade de aproximar empregados também promove a inclusão. Um levantamento mais recente, do mês de junho, aponta que, em média, 150 pessoas participam das atividades integradoras que envolvem saúde e bem-estar.

A assistente social da Deso, Lúcia Pinho, conta que o projeto foi construído a partir de 2007, a partir de contatos e visitas 'in loco' às unidades. “Com a proposta de uma vez por mês, íamos às unidades levando palestras educativas com temas pertinentes à motivação, autoestima, stress, boas maneiras, redução de pequenos conflitos e outros assuntos voltados à atualidade”.

Com toda a logística trabalhada pela assistente social, o programa evoluiu e é realizado em uma unidade por semana, durante duas horas. Hoje, conta com atividades de ginástica laboral, dinâmicas de grupo, informação sobre temas voltados à saúde bucal, dependência química, saúde visual, aniversariantes do mês, entre outros.

boa2Questionada sobre o perfil das pessoas atendidas, Lúcia diz ser democrático. “Atendemos todos os níveis de trabalhadores, com ou sem problema de ordem funcional, emocional e etc. Todos os empregados lotados nas unidades externas da Deso, chefias dessas unidades. Algumas com resistência ao horário alegavam que o tempo dedicado ao Programa atrapalhava a dinâmica do local com a visão de que a quantidade supera a qualidade”, declara.


Construindo talentos


No Boa Semana, procura-se descobrir Talentos e identificar pessoas que cantavam, jogavam, pintavam, o que gerou a participação da Deso no Festival de Música do Sesi e que, por dois anos, dois empregados ganharam o primeiro e segundo lugar do Estado de Sergipe. Com o resultado, os funcionários representaram o Festival Nacional em Belo Horizonte e Brasília, ficando entre os finalistas do Brasil.

boa3Ainda de acordo com Lúcia Pinho, a Deso teve o apoio da empresa para a realização do “Encontrão do Boa Semana”, que acontece uma vez por ano, no Sesi e Clube de Engenharia. Há entrega de medalhas, apresentação dos talentos da casa, bingos, torneios e almoço de confraternização entre todos os empregados das unidades para que o sentimento de companheirismo esquecido no dia a dia, inclusive pela distância, pudesse aumentar. “Nos tornarmos mais unidos, mais irmãos”.

Sobre parceria e investimentos, Lúcia afirma que são todos aqueles que contribuem para que o Programa aconteça. “Enfrentamos diversas dificuldades, mas faz parte do processo. Não podemos deixar de citar o Sesi, como grande colaborador desse Trabalho.” Hoje, diante da falta de profissionais de Serviço Social no setor, o Programa foi reduzido para bimensal, pois as atribuições do referido setor recai em apenas um profissional.

Para a auxiliar de apoio administrativo, Leni de Deus de Jesus, o programa é uma maneira de contribuir para um dia de trabalho melhor. “Eu sempre participo e gosto bastante”.

Comentários?
Geral : Sergipe tem cinco projetos pré-selecionados para saneamento básico
Enviado por bruna em 15/08/2013 16:07:15 (371 leituras)

Por Bruna Carvalho

jacarecica 1O Ministério das Cidades pré-selecionou cinco projetos apresentados, este ano, pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) para obras de saneamento básico. As propostas, que tiveram a qualidade técnica aprovada, contemplam a ampliação de dois sistemas integrados Piautinga e Agreste, bem como a complementação de três obras de esgotamento sanitário, uma em Lagarto e as demais em Nossa Senhora do Socorro e em Aracaju. O pedido de liberação de recursos, na ordem de R$ 435 milhões, depende agora da aprovação econômica do Ministério do Planejamento, aguardada para o fim de agosto.

Os investimentos são pleiteados, a partir do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC), para melhorar a qualidade de vida da população. Esta meta foi apontada pela Deso no projeto de ampliação do Sistema Integrado Piauitinga – responsável hoje pelo abastecimento de água das cidades de Lagarto, Riachão do Dantas e Simão Dias.A empresa levantou a importância da construção de uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA) e da duplicação da adutora.

ccAinda no projeto que integra o Sistema Piautinga foi apresentada a necessidade de implantação de uma linha partindo da adutora para os municípios de Pedrinhas e Boquim – áreas com dificuldades de acesso a mananciais. Assim, nas cinco cidades, a empresa poderá expandir em quantidade e em qualidade produção de água para 160 mil habitantes.

Outro empreendimento, na modalidade de abastecimento de água, foi projetado para o Sistema Integrado da Adutora do Agreste. Dele são atendidos os municípios de Itabaiana, Areia Branca, Campo do Brito, Macambira e São Domingos. A proposta da Deso, pré-selecionada pelo Ministério das Cidades, prevê a duplicação da adutora Jacarecica, a implantação de nova Estação de Tratamento de Água, a reforma e adequação da ETA Itabaiana. A concepção da obra também lista a construção de reservatório com capacidade de 2 000 m³.

Esgotamento sanitário

O objetivo de avançar as condições de saneamento básico de Sergipe, tem como foco indispensável a otimização do abastecimento de água. Da mesma forma, o aumento a cobertura de coleta e tratamento de esgoto figura o alcance de mais três projetos aprovados pelos critérios técnicos. O primeiro deles abrange o aumento do sistema de esgotamento sanitário da sede municipal de Lagarto. Os demais atendem as cidades de Nossa Senhora do Socorro e de Aracaju.

Para a capital sergipana, a proposta apresentada pela Deso estima somente a complementação de recursos para as obras de rede de esgoto nos bairros da Zona Norte de Aracaju, que já têm garantidos cerca de R$ 150 milhões do Governo Federal. Na prática, investimentos como esse se consolidam com a preservação do meio ambiente e com o respeito dignidade humana.

Liberação

Aprovados pelo Ministério das Cidades, os cinco projetos a serem inseridos no PAC 2 passam por uma segunda etapa de análise, desta vez no Ministério do Planejamento, onde os critérios econômicos são considerados. Para pedir prioridade às propostas de Sergipe, o governador em exercício Jackson Barreto participou de audiência, na terça, 13, em Brasília, com a ministra do Planejamento, Míriam Belchior. Ela informou que, até o final de agosto, o Governo Federal deverá concluir a lista das cidades contempladas em todo o País.

Na audiência, o governador foi acompanhado pelo diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Sérgio Ferrari. A iniciativa recebeu o apoio da bancada federal do Estado, com a participação do senador Antonio Carlos Valadares e dos deputados federais Fabio Reis, Rogério Carvalho e Valadares Filho.

Comentários?
Geral : Jackson reivindica R$ 590 milhões para saneamento básico no Estado
Enviado por bruna em 14/08/2013 08:16:34 (215 leituras)

reuniao_planO governador em exercício Jackson Barreto, com o apoio da bancada federal do Estado,e acompanhado do diretor-presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Sérgio Ferrari,  pediu a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, que priorize os municípios sergipanos na liberação do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento). Na audiência, nesta terça, 13, em Brasília, a ministra informou que, até o final de agosto, o Governo Federal deverá concluir a lista das cidades contempladas em todo o País.

O pedido de Sergipe é dividido em dois grupos: municípios com mais de 70 mil habitantes e aqueles com menos de 50 mil. Para o primeiro grupo, o Governo de Sergipe pleiteia R$ 500 milhões. No segundo, o objetivo são recursos de R$ 90 milhões. Os valores destinam-se ao saneamento básico.

Ministério das Cidades já aprovou

reuniao_bsbSergipe candidatou-se para o atendimento do pedido quando apresentou propostas ao Ministério das Cidades. Todos os projetos apresentados já foram pré-aprovados por aquela Pasta. Na segunda etapa, critérios técnicos definidos pelo ministério nortearão a escolha dos municípios beneficiados.

São cinco os municípios, com cinco projetos apresentados, que poderão ser beneficiados com os R$ 500 milhões do PAC2. Aracaju, Lagarto e Nossa Senhora do Socorro apresentaram propostas para esgotamento sanitário. Itabaiana e Lagarto pleiteiam verbas para abastecimento de água.

Funasa

Outros oito municípios no interior sergipano foram recomendados pela Funasa (Fundação Nacional de Saúde) para o recebimento de R$ 90 milhões, também destinados ao saneamento básico. Capela, Frei Paulo, Gararu e Salgado (abastecimento de água); Cristinápolis, Malhador, Poço Redondo e Santa Luzia (esgotamento sanitário).

Na audiência, o governador foi acompanhado do senador Antonio Carlos Valadares e pelos deputados federais Fabio Reis, Rogério Carvalho e Valadares Filho. Jackson Barreto foi assessorado pelos secretários José Oliveira Júnior, da Fazenda, José Macedo Sobral, da Agricultura, e Valmor Barbosa, da Infraestrutura, além de Sérgio Ferrari.

*Com informações da ASN

Comentários?
Geral : Rio Paripe recebe plantio de mudas nativas
Enviado por bruna em 13/08/2013 14:30:00 (262 leituras)

plantio_desoPor Míriam Donald e Bruna Carvalho

Com o objetivo de preservar o patrimônio ecológico no município de Indiaroba, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) se uniu a outros setores do Governo de Sergipe para consolidar trabalhos socioambientais na região. Junto com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e a Coordenadoria Especial da Juventude (CEJUV) da Casa Civil, a empresa reforçou este mês o processo de revitalização do rio Paripe, com o plantio simbólico de 50 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica às margens do manancial.

Devido a sua importância hídrica no passado, o Rio Paripe foi escolhido para ganhar força e continuar sendo produtor de água para mais de 15 mil habitantes da região de Indiaroba. O manancial leva as suas águas por várias propriedades rurais da região sergipana, até desembocar no Rio Real, do estado da Bahia. Porém, devido à agressão humana, o rio carecia da conservação das matas ciliares e a cada dia estava perdendo o seu potencial hídrico.

“Foram detectadas diversas lacunas a serem preenchidas pela mata ciliar original”, explica o coordenador da APA Litoral Sul, Paulo César Umbelino, ao citar a importância do projeto de revitalização. E a ação simbólica realizada na última sexta-feira, 9, serviu para chamar a atenção da comunidade quanto a necessidade de dar mais vigor ao meio ambiente. O trabalho contou com a participação ativa dos integrantes do Projeto Juventude 'Pró-Natureza', que atua com o desenvolvimento sustentável através de ações intersetoriais, transversais e participativas.

paripeAtividades

O evento do dia 9 coroou as ações socioambientais do Projeto Juventude Pró-Natureza, concebido pela Coordenadoria Especial da Juventude, da Secretaria de Estado da Casa Civil. Estas ações tiveram o apoio e a participação ativa da Deso. A programação foi aberta com manifestações culturais locais, através da apresentação de forró pé-de-serra. Em seguida, as autoridades e demais representantes de órgãos públicos e da sociedade civil foram apresentados ao público presente e discorreram sobre a importância do rio Paripe.

Eder Meneses, da Gerência Socioambiental da Deso, agradeceu a recepção da população de Indiaroba nas ações socioambientais desenvolvidas em parceria com a Casa Civil, colocando a empresa à disposição da comunidade. Após os discursos, a Orquestra Filarmônica do Divino, composta por estudantes locais, executou o Hino Nacional e os presentes efetuaram o plantio das mudas nas margens do Paripe.

Abastecimento

De acordo com o técnico industrial da Deso, Eder Meneses, o município de Indiaroba é hoje abastecido pelo rio Paripe e por mais cinco poços profundos instalados nos povoados Pontal e Convento, todos integram a Bacia Hidrográfica do Rio Real. Este sistema disponibiliza 1.128 m³ de água por dia, para uma população de 15 mil habitantes. “O rio Paripe é a principal fonte de abastecimento e a revitalização vai garantir a sobrevida do manancial. Além disso, as fontes subterrâneas ajudam a manter a capacidade hídrica do rio”, destaca.

Para Genival Nunes, secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, o tratamento da água na região é um processo difícil, mas a Deso faz o possível para assegurar o abastecimento contínuo e com qualidade em Indiaroba. Já Paulo César, da APA Litoral Sul, acrescentou que com o trabalho integrado, o sonho de ver o rio sendo revitalizado já se tornou realidade. “Nosso objetivo é que daqui a 10 ou 20 anos esse rio possa continuar a servindo de apoio à comunidade”, disse.

*Com informações da Semarh

Comentários?
(1) 2 3 4 ... 31 »
Agência de Noticias de Sergipe