ImprensaNotíciasNova metodologia de acompanhamento de contratos de obras facilitará o serviço dos fiscais da Deso

Nova metodologia de acompanhamento de contratos de obras facilitará o serviço dos fiscais da Deso

  13 Fevereiro 2020

Melhorias na gestão pública fazem parte dos objetivos da Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso, e com base nisso, a Diretoria de Meio Ambiente e Expansão (DMAE) realizou uma reunião para discutir a nova metodologia de acompanhamento de contratos para obras, com o intuito de facilitar o processo de fiscalização dos profissionais envolvidos, criando uma rotina de checagem com ferramentas que possam atender a todos os requisitos necessários.

Diante da oportunidade dada pela Companhia aos empregados, para participarem do curso MBA junto a UFS, alguns trabalhos de conclusão foram aproveitados pela Diretoria, dentre eles o do grupo de Lucas Santana, no qual, criou-se um novo método para que os fiscais de obras possam atuar. De acordo com Gabriel Almeida Campos, diretor de Meio Ambiente e Expansão, a nova metodologia surgiu de um trabalho de conclusão de curso e tem o objetivo de facilitar o serviço dos fiscais de obras da Deso.

“Aproveitando o trabalho de conclusão de curso do grupo formado pelos engenheiros Lucas, Dimas e Vitor, resolvemos implementar uma nova metodologia. Nossa intenção é facilitar a fiscalização de obras, para que os fiscais tenham essa ferramenta e possam rotineiramente preencher uma série de requisitos que é demandada, como relatórios fotográficos, de acompanhamento de obra, status em relação às condições de saúde, segurança e meio ambiente junto as frentes de serviço na obra, documentação dos funcionários, regularidade fiscal e outros fatores que fazem parte do trabalho de um fiscal. Simplificando o processo, seria uma espécie de uma grande lista de checagem, com rotinas diárias, semanais e mensais”, ressaltou o diretor.

Gabriel Almeida complementou ainda que o método pode ser aplicado em outras diretorias da empresa. “Isso pode ser extensivo às demais diretorias. A nossa preocupação na DMAE é com as células projetizadas que trabalhamos, aquelas que têm início, meio e fim, pois nossas obras têm esse diferencial. Por conta dessa característica, fica um pouco mais difícil de estabelecer as rotinas, porque uma obra anterior pode ter uma característica completamente diferente da obra seguinte. Fizemos uma reunião de partida com os gestores de obras, convidamos também alguns representantes de células estratégicas para expormos para eles a nossa pretensão. A partir desse mês, dentro de outro trabalho de acompanhamento de reuniões periódicas que já iniciamos com os gestores, vamos cobrar a questão do acompanhamento das obras dentro dessa metodologia”, finalizou.

FERRAMENTAS

De acordo com Lucas Santana, da Assessoria Técnica de Meio Ambiente e Expansão, a nova metodologia está inserida no “Manual Operacional Padrão para Gestão e Fiscalização de Contratos na DMAE”. “O manual só pôde ser desenvolvido graças a todo o apoio e confiança do diretor Gabriel, que acreditou nesse sonho desde o início. Como fiscal de obras, pude sentir na pele, a dificuldade que tenho certeza, grande parte dos meus colegas sentem diariamente na realização de suas atribuições. A institucionalização desse instrumento desenvolvido para dar suporte aos fiscais, é o primeiro passo de uma gestão que busca, de fato, atender todas as demandas e cobranças externas, que hoje se fazem mais intensas do que nunca. O manual não é nem de perto a solução de todos os problemas, mas sim uma pequena semente, de extrema relevância na busca pela melhoria da qualidade nos nossos serviços. Essa ferramenta inicia um importante passo na criação da identidade da Deso, enquanto Contratante dos nossos parceiros na iniciativa privada, tendo a avaliação de desempenho como principal destaque desse sistema de gestão, que visa não apenas o monitoramento e acompanhamento dos nossos parceiros, como aproximá-los, trazendo o devido reconhecimento de sua participação, que é de suma relevância na nossa cadeia de produção. Nenhuma ferramenta vai trazer resultados sem nossa participação direta e atuante, por isso é fundamental que continuemos sempre buscando o aprimoramento constante de nossas práticas”, explicou.

Para Emerson Dantas Menezes, assessor Licitações e Contratos, a iniciativa da DMAE auxilia na boa execução das obras públicas. “Neste primeiro momento, junto aos potenciais fiscais de obra, foi apresentado o manual de procedimentos, a fim de que os presentes tivessem conhecimento das novas práticas, e tirassem dúvidas de como operacionalizar. É importante dizer que não havia protocolos formais para atuação do fiscal, apesar de que as práticas usuais foram referendadas no manual de procedimentos, trazendo ao fiscal de contrato maior segurança na sua atuação. A iniciativa da DMAE vai ao encontro das melhores práticas na gestão pública, então, espera-se instrumentalizar os fiscais de contrato para auxiliarem na boa execução das obras públicas, buscando otimizar tempo, recursos e fiscalização com eficiência”, ressaltou.

85073542 633532577412532 5965284522705551360 n - Copia

Calendário

« Fevereiro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29  

paradas-deso

Acesso a Informação

transp


office365-webmail