Itens filtrados por data: Segunda, 11 Março 2019
Companhia de Saneamento de Sergipe - Itens filtrados por data: Segunda, 11 Março 2019

A conclusão é de que a situação encontrada é a mesma do final do ano passado, onde a Deso fez análises e viu que existe um efluente que está sendo lançado na estação de tratamento, vindo através das redes coletoras, e que tem um grau surfactante muito além da capacidade da estação

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) informa através da Diretoria de Operação e Manutenção, que foi feita reunião na manhã desta segunda-feira (11) para avaliar as causas da espuma branca encontrada no Rio Poxim, próximo ao trecho da Ponte entre os Conjuntos Orlando Dantas e Marivan em Aracaju, no último dia 8 de março.

A conclusão é de que a situação encontrada é a mesma do final do ano passado, onde a Deso fez análises e viu que existe um efluente que está sendo lançado na estação de tratamento, vindo através das redes coletoras, e que tem um grau surfactante muito além da capacidade da estação.

A exemplo disso, foi feita inspeção em uma fábrica de detergente e sabão, próximo ao local, onde foi identificado o lançamento de um efluente com características não domiciliar, ou seja, efluente industrial nessa rede coletora, que leva esse efluente para a área da Companhia. Isso também foi matéria de defesa enviada para a Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Aracaju – SEMA, no sentido de explicar que a situação não foi causada pela Deso, mas por esses lançamentos indevidos ao longo de toda a rede e serviu como exemplo de que pode estar acontecendo isso em outras fábricas, inclusive em fábricas ou fabriquetas clandestinas, que não possuem licença para operar.

A Deso é tão vítima quanto a sociedade, no sentido de que, a previsão do tratamento de esgoto é para o domiciliar, sendo um esgoto com características diferentes, atrapalha a operação da empresa. A ocorrência do último final de semana foi ocasionada pelos mesmos motivos que foram gerados no final do ano passado.

É necessário somar forças: Deso e órgãos ambientais, para fiscalizar esses lançamentos indevidos e só assim, serem corrigidas as situações.

A companhia ainda ressalta que o ponto de lançamento mostrado no vídeo divulgado não é de responsabilidade da Deso. O local é uma ponta de ala, onde sai drenagem de toda a bacia da região. A Deso faz o lançamento na drenagem, então outros usuários fazem o lançamento na própria drenagem e isso não descarta a possibilidade desses mesmos usuários estarem lançando também, surfactantes que são materiais que geram essas espumas.

Terça, 12 Março 2019 16:53

Nossa Senhora de Socorro

A Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso informa que, em virtude de manutenção preventiva, no dia 13/03/2019, no período de 8h às 17h, a sede do município de Nossa Senhora do Socorro, o Povoado Taboca e o Complexo Taiçoca ficarão com o abastecimento de água comprometido.

A regularização do abastecimento ocorrerá gradativamente a partir das 17h. Se os serviços forem concluídos antes do horário previsto, o abastecimento será restabelecido sem qualquer outro aviso.

A Deso recomenda a utilização econômica da água existente nas caixas d'água e reservatórios residenciais.

Casos de emergência e pedidos de serviços podem ser informados pelo telefone 08000790195 com prioridade para creches, hospitais, asilos e demais entidades dessa natureza.

Assessoria de Comunicação da Deso

Terça, 12 Março 2019 09:41

Neópolis e Pacatuba

A Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso informa que, a cidade de Neópolis e o Povoado Estiva do Raposo, em Pacatuba, estão com o abastecimento de água comprometido, devido a uma manutenção.

As equipes estão trabalhando para concluir o serviço até o final do dia, sendo o abastecimento restabelecido gradativamente após a manutenção. Se os serviços forem concluídos antes do previsto, o abastecimento será retomado sem qualquer outro aviso.

A Deso recomenda a utilização econômica da água existente nas caixas d'água e reservatórios residenciais, evitando-se desperdícios.

Casos de emergência e pedidos de serviços podem ser informados pelo telefone 08000790195 com prioridade para creches, hospitais, asilos e demais entidades dessa natureza.

Assessoria de Comunicação da Deso

Além de levar desenvolvimento e qualidade de vida à região, a obra da Deso cumpre às normativas ambientais

Texto: Agência Sergipe de Notícias

A obra do Sistema de Esgotamento Sanitário do bairro Jabotiana, na zona Oeste de Aracaju, vai beneficiar mais de 120 mil moradores da capital com a construção de uma estação de tratamento de esgoto e a instalação da tubulação que levará o esgoto doméstico para ser tratado. A obra da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), levará mais qualidade de vida para a população da região, que contempla os conjuntos JK, Sol Nascente, Santa Lúcia, os anexos da região do Aloque e também, parte da população que mora as margens da Avenida Tancredo Neves, mais precisamente da Faculdade Pio X, até as imediações do Detran, com a despoluição do Rio Poxim, um dos principais rios que cruzam a cidade de Aracaju.

De acordo com o diretor interino de Meio Ambiente e Expansão da Deso, Gabriel Almeida de Campos, todo o esgoto das populações que residem nessas localidades, será coletado e devidamente tratado. "É uma obra de vital importância. Atualmente, o que acontece, é que essas comunidades possuem em suas residências um tratamento primário. O que vai acontecer agora com a obra, é que vamos canalizar todo esse efluente e levar para ser devidamente tratado, dentro de todos os parâmetros exigidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA, para que seja retornado ao Rio Poxim com a carga atenuada", explicou.

Os serviços estão sendo executados em duas etapas: a construção da estação de esgoto, que fica próxima à Lagoa Doce, e a instalação da tubulação, que levará o esgoto doméstico para ser devidamente tratado. Segundo o Diretor, o local onde a obra estará sendo executada, reúne as melhores condições para um empreendimento desse porte. "É importante ressaltar que essa lagoa é artificial e apenas 25% de todo o seu volume será aterrado, não causando nenhum prejuízo ao bioma local. Essa estação está sendo executada nesse local, por reunir condições topográficas favoráveis para um empreendimento desse tipo. Ele estará próximo a margem do rio, e também está em um local mais baixo, que facilita o deslocamento do efluente até o ponto de tratamento para ser dada a destinação final”, explica o diretor.

Com prazo de conclusão de 540 dias e  investimento de mais de R$ 100 milhões, o Sistema de Esgotamento Sanitário do bairro Jabotiana obedece a todas as exigências da legislação ambiental. Inclusive, conforme informações do diretor, o projeto minimizará os impactos causados pela poluição dos dejetos domésticos -- fator comumente causado pelo atual sistema existente na região.

Além disso, ainda segundo Gabriel Almeida, a obra está devidamente regularizada do ponto de vista ambiental para a execução. Sobretudo no que tange à ligação da lagoa com o rio. “Vamos apresentar à comunidade o projeto de canalização subterrânea que fará a ligação da lagoa com o rio. Isso será fator primordial no escoamento de água”, acrescenta.

Sobre as exigências no tocante as normativas ambientais, Almeida ressalta que todas as documentações necessárias foram tomadas. "Obtivemos o licenciamento ambiental, através da licença de instalação número 98/2018 da Administração Estadual do Meio Ambiente - ADEMA. Além da licença de instalação, outras condicionantes secundárias como a autorização para a supressão de vegetação, que posteriormente foram expedidas pelo órgão ambiental ADEMA. A obra está devidamente regularizada do ponto de vista ambiental para a execução", frisou.

Fator reiterado pelo diretor-presidente da Adema. “Temos feito o acompanhamento diário do órgão ambiental durante os serviços e todo o procedimento de licença foi expedido dentro dos mais altos padrões no que se refere à legislação ambiental e florestal, uma vez que uma cadeia de profissionais como engenheiros químicos, engenheiros ambientais e biólogos deram sustentação e fundamentação para a expedição do documento”, assegura.

canais-atend-interno

Acesso a Informação

transp


office365-webmail